Avanço do crédito fundiário no Sertão de Pernambuco

WhatsApp Image 2018-02-02 at 17.28.26

Nesta quinta-feira, dia 1º de fevereiro, foi anunciada a liberação de mais de R$ 1,1 milhão do Subprojeto de Investimento Comunitário (SIC) do Programa Nacional do Crédito Fundiário (PNCF) para a Associação Jiboia, em Cabrobó.  O anúncio foi feito por uma comitiva composta por Raquel Santori, titular da Subsecretaria de Reordenamento Agrário (SRA) da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead); Rodrigo Almeida, delegado em Pernambuco da Sead; e o deputado federal Augusto Coutinho.

Trinta beneficiários, com suas respectivas famílias, contarão com repasses desses recursos, não reembolsáveis, para a construção de uma adutora que deverá irrigar 76 hectares de terra.

Também nesta quinta-feira foi anunciada a assinatura de um TED de R$ 53,4 milhões entre o Incra e o Ministério da Integração Nacional para beneficiar cinco cidades no entorno da Transposição do Rio São Francisco, inclusive Cabrobó.

A ação envolve visitas a vários municípios que têm tramitação e contratação de propostas do PNCF. Todo o Sertão de Pernambuco foi visitado, numa agenda que começou na segunda-feira, dia 29, e termina nesta sexta-feira, em Petrolina.

Depois de assinado o decreto de liberação das novas condições do PNCF, o delegado Rodrigo Almeida vem fazendo o acompanhamento dessa adequação, promovendo o avanço do crédito fundiário no Estado.  “A Delegacia Federal da Sead em Pernambuco, com o empenho da nossa unidade gestora, contratará novas propriedades do PNCF. Até o próximo mês de maio, mais 50 famílias entrarão no programa”, adianta o delegado. 

“O SIC foi liberado graças aos esforços de Raquel Santori. O programa estava há um ano e meio à espera de reativação. Essa é a porta de entrada para que as famílias tenham acesso a muitos outros créditos do Governo Federal”, enfatizou Augusto Coutinho.

Durante a visita a Cabrobó, Raquel Santori anunciou ainda a autorização do aditivo de mais um ano para que os agricultores possam finalizar o recurso. “Vamos construir com o deputado uma estratégia de ampliar o acesso para o crédito fundiário no Estado de Pernambuco e a gente deve  relançar o programa a partir de março”, anunciou Raquel.